MutGamb

Em 2007, Felipe Fonseca idealizou a proposta original do Mutirão da Gambiarra. A ideia era criar uma plataforma online para a coleta, organização e análise de documentação gerada nos (até então) cinco anos de atividade da rede MetaReciclagem.

Publicação multimídia de código aberto Mutirão da Gambiarra – desenvolver ambiente online de discussões, DVD com documentação multimídia e livro experimental, fomentar o debate e a consolidação de idéias geradas nos cinco anos de existência da rede aberta MetaReciclagem.

No ano de 2009, a rede MetaReciclagem encaminhou uma proposta para o Prêmio Ponto de Mídia Livre, do Ministério da Cultura, via Agente Cidadão. O projeto foi contemplado e um dos eixos de articulação foi direcionar parte do recurso para reformular a proposta do Mutirão.

Desde então, a convite do Felipe Fonseca, eu (Maira Begalli) tenho trabalhado junto com um coletivo editoral na produção colaborativa e na externalização das ações da Rede por meio de MetaLivros, Encontrinhos e Publicações Sazonais e MicroMetragens . Os frutos dessas novas ações nos renderam a conquista de mais um Prêmio de Mídia Livre para o Mutirão (agora MutGamb) pela Veredas.

O Mutirão da Gambiarra como proposta editorial faz alusão a duas práticas presentes em na cultura brasileira:

Gambiarra – expressão brasileira que define qualquer desvio informal de conhecimentos técnicos. É uma prática cultural composta por todos os tipos de soluções improvisadas para os problemas cotidianos, viabilizadas com qualquer material disponível. É uma boa definição para a vontade de transformar criativamente o que se quer ou precisa, explorando a tecnologia. Gambiarra é uma solução edificada entre o limite do “temporário” e do “definitivo”. Entre seus processos estão tentar, observar, aprender e tentar novamente. Uma condição instável, que permite grandes doses de inovação espontânea.

Mutirão - forma tropicalizada da multidão, que reúne pessoas, sempre que solicitado para realizar objetivos maiores, como por exemplo: construir uma parede, limpar de uma casa, colocar lâmpadas em uma rua ou qualquer coisa. Quaisquer que sejam as diferenças pessoais, as pessoas tendem a ver o Mutirão como um esforço coletivo para um bem maior, que suspende temporariamente as tensões. O Mutirão geralmente não possui hierarquias.Cada um contribui como quer ou pode, e muitas vezes o resultado é satisfatório. Pode ser visto como uma forma muito produtiva para uma comunidade para atingir objetivos comuns.


Licença Creative Commons 2014 por v e r e d a s.
Assine o RSS Feed – Posts ou só os Comentários

Pauârd bai ImprensaDaPalavra
Desainhed bai Graph Paper Press e customizações por Thiago Carrapatoso